Dica de decoração

Decoração modernista: o valor das raízes brasileiras

18 MAIO 2017

Repaginada, retrabalhada, atualizada: a decoração modernista brasileira está em alta. De forma geral, o modernismo foi o conjunto de movimentos culturais, escolas e estilos que permearam as artes e o design da primeira metade do século 20. A ideia central era criar uma nova cultura, assimilada das vanguardas europeias da época, mas focada em elementos essencialmente brasileiros. Este movimento abriu mão das formas tradicionais e ultrapassadas na época nas artes plásticas, design, literatura, sociedade, etc. Hoje, com muita força, refinamento e apuro estético, o chamado neomodernismo mira suas lentes nas raízes do Brasil. Ele mostra ao mundo nossas maiores riquezas, longe da afetação!

 

 

Palhinha

 

 

Decoração modernista

 

 

 

O ambiente de Jacira Pinheiro para a Decora Lider Rio traz as cadeiras Aurora, que rendem homenagem a Joaquim Tenreiro. Ele foi criador do que hoje chamamos de móvel brasileiro moderno. Esse designer de mobiliário foi o responsável pelo resgate, na década de 1940, de materiais esquecidos, como palhinha e jacarandá. Um verdadeiro precursor. Sua autenticidade e genuína sabedoria plástica são um legado para o nosso design. Já sobre a mesa de jantar reina a arte “Made in Brazil”, com escultura de sementes da artista plástica Yana Coelho. Esse é um outro elemento do neomodernismo na decoração sobre o qual falaremos a seguir.

 

 

Materiais naturais

 

 

Decoração modernista

 

 

Arte popular: cabeças de barro das artistas Cida e Neguinha – Design do Nordeste, no chão, e esculturas de Yana Coelho, sobre a mesa de centro, fazem o mix perfeito entre o design de interiores contemporâneo de Jorge Trabuco e a decoração modernista, no Living da Decora Lider Salvador.

A decoração modernista nas fibras têxteis

 

 

Decoração modernista

 

 

A ambientação de Denise Vilela traz alguns itens de estilo clássico, como os complementos, combinados ao design contemporâneo. O trabalho artesanal, considerado uma das preciosidades nacionais, reside nas almofadas de ráfia assinadas pela designer Elisa Atheniense para a Lider Interiores. Um primor!

Quinas abauladas e formas afuniladas

 

 

Decoração modernista

 

 

 

Referências dantes, lá dos anos 1940/1950, de Sergio Rodrigues e Joaquim Tenreiro – representadas pela madeira de quinas abauladas e formas afuniladas –, a base de mesa Dantes foi a escolha de Zilda Santiago e Anamaria Diniz para o Quarto de Casal da Decora Lider BH. Com toque contemporâneo, mas com um pé na decoração modernista, a peça se adapta a tampos em vidro de dimensões variadas, para uma mesa de jantar, de escritório ou aparador. Afinal, os tempos atuais pedem versatilidade.

 

 

 Elementos da natureza também fazem parte do estilo

 

 

Decoração modernista

 

 

 

Brasilidade tem tudo a ver com natureza. Então, por que não trazer um pouquinho dela para dentro de casa? Nem precisa ser nada literal. No Living da Decora Lider BH, Roberta Lopes adornou a mesa de centro com uma escultura da artista plástica Yana Coelho. Nas paredes, fotografias de uma floresta, de Géo Victor. O couro é a base de tudo, como no sofá, no puff e nas almofadas de tramas, outro forte do nosso artesanato.

 

 

 

Ripinhas, muita madeira e cores

 

 

Decoração modernista

 

 

 

Batizado de Apartamento Urbano, o espaço de Natálie Tramontine e Karine Gonçalves para a Decora Lider Brasília é uma ode à brasilidade. Um dos destaques é a cristaleira da linha Ripinha (ao fundo, à direita), que tem inspiração num tipo de mobiliário comum nos anos 1940. Retomadas sob o novo olhar da designer Isabela Vecci, as ripinhas são aplicadas nas portas dos móveis dessa série. O ambiente também é carregado de elementos naturais, como fibras e muita madeira, além de lançar mão do nosso icônico “verde e amarelo”.

 

 

Viu como é possível aplicar a decoração modernista na sua casa? Visite uma de nossas lojas e conheça outros produtos que têm tudo a ver com essa ideia!