Inspiração

Loft: um conceito contemporâneo de moradia

20 JAN 2016

Já reparou que as residências inspiradas em lofts estão cada vez mais em alta? Apesar de superatuais, essas moradias surgiram há muito tempo. Alguns creditam ao arquiteto Le Corbusier os primeiros traços de um loft residencial, ainda nos anos 1920. Porém, o conceito de loft urbano foi consagrado em Nova Iorque, entre os anos 1950/70, quando antigos edifícios industriais, galpões e armazéns passaram a ser convertidos em lares para profissionais liberais, artistas, publicitários e executivos. A revitalização de seus entornos e filmes como Flashdance (1983), Quero Ser Grande (1988) e Ghost (1990) colaboraram para a moda dos lofts, e, desde então, eles se transformaram não só em um tipo de morada com características arquitetônicas específicas, mas em um estilo de viver.

Tribeca Loft

Fábrica de sabão do século 19, transformada em um loft na região de Tribeca, em Nova York

Loft_Flashdance

Loft do filme “Flashdance”

Loft_Quero Ser Grande

Loft do filme “Quero ser Grande”

Entre os predicados desse tipo de imóvel estão o pé-direito alto, a planta aberta – sem divisões internas e com ambientes conjugados em um só nível (algumas vezes, há um mezanino, convertido em quarto), iluminação natural garantida por grandes janelas, além de colunas de sustentação, tijolos e tubulações (elétrica e hidráulica) aparentes. Como o conceito de loft continua evoluindo, a maioria dos projetos, inclusive no Brasil, se distancia muito dos atributos originais. Ainda hoje associados à inovação, os lofts vêm se adaptando às necessidades da vida moderna e incorporando elementos como eficiência energética, sustentabilidade, design e acessibilidade.

Loft_Aldomar Caprini

Na Decora Lider Campinas 2015, o arquiteto Aldomar Caprini explorou o pé direito alto, em seu projeto para o Loft Masculino 

Segundo as irmãs e sócias Ana Paula e Ana Cláudia Nonato, do escritório Dois A Arquitetura e Interiores, em Salvador (BA), entre os atributos que valorizam os lofts estão a versatilidade e o fato de se ter tudo à vista, de forma bem prática. “Por serem extremamente funcionais, esses espaços, praticamente sem divisões e normalmente com o pé direito alto, possibilitam uma infinidade de composições, nos mais diversos estilos. Decorar um loft é sempre fantástico”, garante a dupla.

Ambientes integrados são tendência, mas a pouca privacidade torna o loft uma opção mais viável para  solteiros e sem filhos. Como recurso de decoração para delimitar os ambientes, Ana Paula e Ana Cláudia sugerem os móveis, mesclando planejados e multifuncionais; até porque, atualmente, os lofts costumam ter metragem menor. Em termos de estilo, as arquitetas apostam que tudo é possível: “Trabalhamos de acordo com o perfil de cada cliente. Se for solicitada uma decoração clássica para um loft, iremos estudar a proposta e fazer um projeto que agrade o morador. Em espaços integrados, o importante é demarcá-los com peças harmônicas, para dar leveza. Vale investir em jardins internos e plantas, imprimindo a sensação de aconchego”, explicam. Nós adoramos a ideia de um loft, e você?

Loft_Roberto Carril

Os espaços integrados são um ponto forte no Loft assinado por Roberto Carril, na Decora Lider Brasília 2015

ana paula e ana claudia peb

 

 

Dois A Arquitetura e Interiores

CEO Salvador Shopping. Av. Tancredo Neves, 2915, Caminho das Árvores

Torre Londres, sala 1414/1415, 14° andar

Salvador (BA) – CEP 41810-020

Tel: (71) 3500-8862 / 3500-8863

E-mail: doisa@doisaarquitetura.com.br