Sem categoria

Você sabe qual o momento certo de trocar seu colchão?

21 JUN 2016

São produtos fundamentais para a nossa qualidade de vida, mas nem sempre damos a devida importância a eles. Falamos dos colchões, um dos protagonistas de uma boa noite de sono. Pesquisas científicas apontam que dormir bem aumenta a sensação de saciedade e controla a fome, melhora o humor e deixa a pele mais bonita. A privação do sono está relacionada a acidentes de trabalho, estresse, depressão, mau humor e, mais recentemente, à obesidade. Em um mundo cada vez mais atribulado, seu descanso deve ser prioridade.

foto de colchão editodo

Na Lider Interiores, os colchões são confeccionados com materiais de última geração, cuja durabilidade pode ultrapassar os dez anos. Ainda assim, os clientes são orientados a trocá-los dentro de seis a oito anos. Também é muito importante ter uma boa base – o box – para que seu colchão tenha maior longevidade, sem danos à sua estrutura. O box da Lider é confeccionado em madeira maciça de alta qualidade e todo forrado em mdf de alta espessura,  sendo o único do mercado com sistema de amortecimento.

WW-0019-16S_IG-Post_Colchoes2016

 

Então, já parou pra avaliar se está na hora de trocar o seu colchão? Siga as dicas abaixo e, se precisar de um novo, aproveite a nossa Campanha de Colchões, que traz diversas opções e soluções, de 23 de maio a 25 de junho, nas lojas da Lider Interiores.

 

  •  A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda trocar o colchão após cerca de cinco anos, critério usado na Europa. No Brasil, costuma-se esperar 13 anos, o que não é saudável. Depois de “vencido”, o colchão pode provocar dores nas costas, alergias por acúmulo de ácaros e outros inconvenientes.

 

  •  Em média,  os colchões duram de três a seis anos, dependendo do material. Os de espuma, por exemplo, têm durabilidade menor que os de molas ou látex.

 

  • Além do tempo de uso, para evitar noites mal dormidas é importante avaliar o conforto do seu sono: você acorda com dores? Não está mais dormindo tão bem como há um ano? Teve uma melhor noite de sono em outra cama?

 

  • Observe também se há sinais visíveis de uso e desgaste. Um dos primeiros indícios de que precisa ser trocado é quando apresenta uma deformação permanente; o que é comum, sobretudo, nas peças de espuma. Suportar a carga diária de peso do corpo faz com que, gradativamente, a elasticidade da espuma seja afetada.

 

  •  Outros fatores, como a armazenagem, contribuem para que a validade do colchão seja reduzida, principalmente se ele for feito de matérias-primas de baixa qualidade. O ideal é guardar a peça na horizontal para que sua estrutura não se deforme.

 

  •  A validade também varia em função das características físicas do usuário. Por isso, há vários tipos de colchão. O modelo confortável para uma pessoa pode não ser o ideal para outra.

 

Bons sonhos!

Colchão penas