Cama e quarto compartilhados: como dividir o espaço com crianças?

30 ABR 2022
• Dicas

Um dos temas que geram mais polêmica quando o assunto é pais e filhos diz respeito a cama e quarto compartilhados. A prática familiar de compartilhar a cama é mais comum quando se tem recém nascidos em casa. Geralmente, isso ocorre para facilitar a sua amamentação, ajudá-lo a dormir ou mesmo monitorá-lo durante a noite.

 

Embora a prática não seja corroborada cientificamente, pesquisas indicam que ela possui suas vantagens. Segundo o estudo Moon, realizado em 2017, bebês que dormiram em camas compartilhadas tiveram amamentação com duração maior em 15 dias em relação aos que não aderiram a prática. No estudo de Ball, esta diferença chegou a sete semanas. Apesar desta vantagem, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) não recomenda que se compartilhe a cama com recém nascidos. Segundo a instituição, a cama compartilhada aumenta o risco de Síndrome de Morte Súbita do Lactente (SMSL), de sufocamento pelos travesseiros e lençóis dos pais, e até mesmo pelo contato com o corpo deles em sono profundo. Já a Associação Americana de Pediatria orienta que o bebê passe a noite no quarto dos pais durante o primeiro ano de vida, por questões de monitoramento. Mas sempre em camas separadas, seja no berço, carrinho ou moisés.

 

Proximidade com segurança

Uma boa alternativa para quem precisa (ou deseja) ter os bebês mais perto, com segurança, são os modelos de berços que podem ser acoplados à cama. Além de ajudar no aleitamento materno durante a noite e facilitar o monitoramento do bebê, ele é prático, leve e pequeno.

berço acoplado à cama de casal

Os berços acoplados à cama são uma ótima alternativa para o primeiro ano do bebê.

 

Já a divisão dos quartos costuma ser comum nos primeiros anos de vida da criança, para quem mora em apartamentos compactos ou mesmo para acomodar outras configurações familiares. Quando se fala em quarto compartilhado, principalmente entre adultos e crianças, há alguns truques decorativos que ajudam na boa convivência. Listamos três deles a seguir:

 

1. Camas encostadas na cabeceira

Elas são uma ótima forma para adultos que dividem quarto com crianças, pois permitem dois tipos de decoração em um espaço. A dica é usar o espaço delimitado pela cama como área do seu décor “pessoal”.

cama e quarto compartilhados

 

2. Estante como divisória

Ela é um ótimo elemento para proporcionar privacidade tanto aos adultos quanto à criança, sem abrir mão da funcionalidade. O mais interessante é que ela seja vazada, para que possa ser utilizada de ambos os lados.

quarto compartilhado por adultos e criança.

 

3. Camas encostadas na parede

Esta é outra forma de personalizar o quarto de duas formas diferentes. Personalize cada lado de acordo com o gosto do morador que irá dormir em cada cama e insira uma cortina para conferir mais privacidade.

quarto divido por adulto e criança

 

Gostou das ideias? Então vem saber o que podemos fazer por você com nossos planejados!

Confira as novidades do nosso blog

Uncategorized

Lider no Rio Open: nosso design com alma brasileira no maior torneio de tênis da América do Sul

Alma brasileira que celebra, vibra e emociona. Pela quarta vez consecutiva somos parceiros do Rio Open, o maior torneio de tênis da América do Sul. Além de um stand onde os visitantes poderão conhecer mais sobre o universo Lider, também estamos presente nos espaços de convivência do evento. “A Lider e o Rio Open têm […]

Dicas

4 passos para fazer uma limpeza energética na sua casa com o uso de cristais

Os cuidados com a casa têm muitos sentidos. Afinal, zelar por um lar vai além de mantê-lo sempre limpo e organizado. Em muitas tradiçõe...

Dica de decoração

Conheça as 5 pedras mais utilizadas em cozinhas

Ela chegou sem pedir licença e assumiu o protagonismo da casa. A cozinha já é o lugar preferido para muitas pessoas. Em versão integrada...

Dicas

Liquidação Renova: 10 peças para dar um up no décor da sua casa

O início do ano é uma ótima oportunidade para garimpar bons negócios em nossas lojas e outlet virtual. Isso porque até o dia 13 de feve...